Volta por cima e valorização: o que Rafael Longuine busca no Guarani

0

Clube novo, vida nova. Esse é o discurso de Rafael Longuine para essa temporada no Guarani. Depois de passar por uma situação pessoal delicada no ano passado e perder força física e emocional, o meia vê novas oportunidades e quer voltar a sorrir ao lado dos bugrinos.

CAFÉ MORAES

O jogador de 27 anos perdeu sua mãe Maria Fátima de Carvalho e o pai Wellington Longuine, além da tia, em um acidente de carro, há exatamente um ano. Após receber a notícia, Longuine se afastou dos treinos no CT Rei Pelé e passou a ter acompanhamento psicológico.

Sem sucesso após um contrato de empréstimo do Coritiba e fora dos planos de Jair Ventura, que não o inscreveu no Campeonato Paulista, Libertadores e Brasileirão, o meia chamou atenção do Guarani e acertou a transferência para Campinas – onde reside a namorada e amigos.

Sem atuar na temporada, Longuine fez alguns treinos extras nos quatro meses do ano buscando reforçar a parte física e psicológico. A principal preocupação da comissão técnica bugrina é de coloca-lo em forma para disputar o Dérbi no dia 5 de maio.

Comente com seu Facebook