O Vôlei Renata definiu um novo, ou melhor, um conhecido comandante para a temporada: Horácio Dileo. Treinador do projeto campineiro entre 2016 e 2021, com maior número de partidas no comando do projeto, decisões e dois títulos, o argentino de 59 anos retorna para comandar a equipe de Campinas em seus ambiciosos desafios entre 2022 e 2023.

Ele retorna depois de trabalhar na França e na Romênia para substituir Pacheco no comando técnico. “Sinto que estou voltando à minha casa. Tive muita saudade de Campinas, do projeto, da torcida, enfim, de tudo que envolveu minha história no Vôlei Renata durante todos esses anos. Por isso, estou muito feliz. Minha volta é com muita alegria e, principalmente, expectativa, pela nova etapa que se inicia no projeto”, comenta o argentino.

Nascido em Buenos Aires, na Argentina, e com experiência internacional, Horácio chegou ao Vôlei Renata na temporada 2016/2017. Nas cinco temporadas, Dileo comandou 161 partidas, sendo 93 vitórias. Com o projeto, ele conquistou títulos da Copa São Paulo 2019 e do Paulista em 2020, além de levar o time para duas semifinais de Superliga, cinco finais e onze pódios.

Medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019 e bronze nos Jogos Olímpicos Tóquio-2020, ambos com a Seleção Argentina, Dileo esteve no AS Cannes, da França, e no SCM Zalau, da Romênia, na última temporaad. No Brasil, Dileo esteve à frente do Vôlei Renata em cinco playoffs da Superliga e comandou o time em partidas decisivas da Supercopa e da Copa Brasil. A última grande conquista do treinador também foi marcante: o projeto campineiro fez sua melhor campanha na primeira fase da Superliga na temporada 20/21, com 17 vitórias em 22 jogos, e faturou o bronze no torneio.

“O Horácio Dileo é um treinador histórico do nosso projeto, não só pelo que conquistou dentro de quadra. Ele é uma figura humana fantástica, exemplo de profissionalismo. Dentro do nosso planejamento, do que queremos para a temporada que vem e dos valores que temos dentro do projeto, ele é uma figura determinante. Estamos animados e ansiosos para o que vem pela frente”, comenta Maurício Lima, embaixador do Vôlei Renata.

Foto de Pedro Teixeira/Vôlei Renata

Comente com seu Facebook