Umberto Louzer admite insatisfação e teme por novas saídas no Guarani: ‘Preocupado’

0
Créditos: Letícia Martins/Guarani Press

O técnico Umberto Louzer não cansou de repetir três palavras na coletiva após o empate contra o Boa Esporte, por 1 a 1, na última rodada da Série B, no Brinco de Ouro. Ele disse invariavelmente “insatisfeito”, “preocupado” e “trabalho”.

O gol de empate sofrido depois dos 40 minutos do segundo tempo fez o torcedor perder a paciência e o time bugrino deixou o campo sob vaias. “É compreensível. O torcedor vem ao campo e quer ver o resultado. Eu também estou insatisfeito, mas precisamos continuar o trabalho para colher bons frutos”, avaliou Louzer.

 

O comandante do Guarani optou por não transferir a culpa por um novo tropeço ao fato de ter perdido cinco titulares da campanha da Série A2. Bruno Brígido, Lenon, Lombardi, Baraka e Nazário não fazem mais parte do elenco. “Nos resta olhar para frente e canalizar a energia aos que ficaram”, disse. Louzer não escondeu a preocupação com a falta de reforços. “Preocupante. A diretoria está em busca de nomes, mas com muitas dificuldades no mercado. Espero contar o mais rápido possível com esses reforços”.

Em relação ao futuro e as cobranças, Louzer optou por não entrar em dividida. “É uma pergunta para a diretoria. Estou insatisfeito com os resultados, mas eu tenho trabalho e me entregue. Tivemos a oportunidade de sair vitoriosos contra o Boa Esporte, mas fomos castigados pela bola parada”, concluiu.