Traffic larga na frente em disputa com a Magnum por terceirização no Guarani

0

O Guarani pretende apresentar nas próximas semanas as duas propostas para dar continuidade ao processo de terceirização do departamento de futebol. Segundo apurou a reportagem do Portal CB, o “Grupo 2”, liderado pela Traffic e pela EMS, agrada a maioria dos sócios em relação ao “Grupo 1” da Magnum e ASA Alumínios.

CAFÉ MORAES

As propostas ainda serão apresentadas aos sócios, mas antes passaram por analise de uma junta de advogados que forma a comissão fiscalizadora do projeto. A terceirização inicialmente será de três ou cinco anos, com a possibilidade de renovação após nova votação do Conselho Deliberativo.

Apesar de participar ativamente do futebol no Guarani, o empresário Roberto Graziano, proprietário da Magnum, perdeu espaço com a chegada de novas empresas e divisão no auxílio nas contratações dos jogadores. Traffic e EMS ganharam o apoio de duas agências importantes: BN Zini e Elenko Sports.

Informalmente os sócios já dão dicas sobre preferências, mas descartam qualquer decisão antecipada. Os dois grupos terão igualdade para apresentar as propostas e explicarem o modelo que será aplicado quando a terceirização estiver em andamento.

Sem trabalhar com prazos, o Guarani tem pressa e quer o processo de terceirização funcionando a partir do segundo semestre.

Comente com seu Facebook