Tentando filosofia diferente, presidente da Ponte tem primeiro teste com pressão em Gilson Kleina

0
Foto: PontePress

O presidente da Ponte Preta, Sebastião Arcanjo, disse em dezembro no programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes, que gostaria de ter uma filosofia diferente das últimas gestões.

O dirigente estava se referindo as constantes mudanças no comando técnico da Macaca. Só na gestão de José Armando Abdalla foram seis trocas em menos de dois anos.

“Nós queremos dar continuidade ao trabalho. Precisamos pensar diferente. O Gilson (Kleina) terá todo nosso respaldo durante o trabalho dele”, afirmou Tiãozinho antes do início da pré-temporada ao confirmar a permanência do comandante para 2020.

Após quatro rodadas com 50% de aproveitamento, com um desempenho questionável, Tiãozinho já precisa lidar com a primeira pressão: a insatisfação virtual com Kleina.

Internamente, a diretoria ainda entende que Kleina precisa de mais tempo para ajustar o time e lidar com entrosamento da equipe ainda na fase inicial do Paulistão, mas que a classificação para a segunda fase no Paulistão e o desempenho na Copa do Brasil vão nortear o tamanho do respaldo da comissão técnica na sequência da temporada.

Comente com seu Facebook