Técnico do Guarani esclarece relacionamento com Ricardinho e explica se volante está no planejamento para 2020

0
Foto: Letícia Martins - Guarani Press

Uma das mudanças que mais chamou atenção quando Thiago Carpini assumiu o Guarani foi colocar o volante Ricardinho no banco de reservas. O atleta tinha status de incontestável com outros treinadores, além de ser o capitão da equipe, mas passou a ser suplente de luxo com o ex-zagueiro a frente do elenco.

Nos últimos dias, o presidente Ricardo Moisés foi a imprensa negar que Ricardinho tenha recebido sondagem do CSA nos últimos dias para deixar a equipe. O jogador foi monitorado pelo Coritiba e Sport em outros períodos da temporada, mas a tendência é que ele permaneça para 2020.

Ricardinho tem contrato até dezembro de 2020 e está inserido no planejamento da equipe para o próximo ano de acordo com Thiago Carpini. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o treinador aproveitou para esclarecer que tem uma relação saudável com o jogador – rebatendo especulações que teria se distanciado do jogador.

“A nossa relação é muito boa e claro que essa comparação existe toda vez que um jogador vai para o banco de reservas. Aconteceu o mesmo quando o Ferreira foi para o banco, mas nossa relação permaneceu muito boa”, explicou Carpini.

O treinador explicou que Ricardinho poderá recuperar o espaço a partir da pré-temporada porque o processo de escolha dos titulares será reiniciado para o Campeonato Paulista. “Vamos começar tudo do zero e o jogador vai brigar pelo seu espaço. É uma baita profissional e uma pessoa do bem”, reiterou.

“Nós conversamos por 40 minutos na viagem para Londrina. O Ricardinho sempre respeitou minha decisão de colocá-lo no banco. Desconheço que ele tenha interesse de outros clubes e espero contar com ele”, concluiu Carpini.

Comente com seu Facebook