O Guarani oficializou a chegada do atacante Filipe Chrysman, de apenas 19 anos, por empréstimo. O atleta pertence ao Flamengo e fica no Bugre até a próxima temporada.

SOBREVIVENTE EM INCÊNDIO
Chrysman é um dos 16 sobreviventes da tragédia no CT Ninho do Urubu, que matou dez jovens das categorias de base do Flamengo, ainda em 2019.

PASSAGEM DISCRETA NO FLAMENGO
Após a tragédia, Chrysman seguiu no time carioca, mas teve passagem discreta pelo time sub-20. Ele disputou o Campeonato Carioca sub-20 enquanto a equipe principal atuava pelo Brasileirão e Copa do Brasil da categoria.

BUSCA POR ESPAÇO
A escolha pelo Guarani foi definida também com o grupo de empresários que gerencia a carreira do atacante. A ideia é ganhar rodagem na Série B e passar a ser aproveitado pela comissão técnica assim como vem acontecendo com Allan Victor, antes destaque na base do Santos.

PONTOS FORTES
Filipe Chrysman é um jogador de alta movimentação. Nas categorias de base do Flamengo passou a jogar como camisa nove, mas sempre saindo da área para abrir espaço para outros jogadores e buscando finalizações cruzadas.

PONTOS FRACOS
O cabeceio do atacante não é uma jogada de alto êxito. A busca por uma característica de mobilidade faz o atleta também estar ausente em jogadas de linha de fundo na grande área.

STATUS DE APOSTA
Apesar de pertencer ao Flamengo, time revelador de grandes jogadores, Chrysman está em uma segunda categoria de apostas no time carioca. Rodrigo Muniz, por exemplo, foi revelado recentemente pelo Rubro-Negro e integrado ao time principal. Já Chrysman está em um estágio de evolução ainda nas categorias de base e será um investimento pensando a longo prazo no Bugre.

ESTÁGIO NO SUB-20
Inicialmente, Filipe será integrado ao sub-20 do Bugre e observado pelo técnico Daniel Paulista para saber se será promovido ao time principal. Em eventualidades, principalmente em situações de muitos desfalques, vai compor o time de cima.

NÚMEROS
Filipe chegou ao Rio de Janeiro com 15 anos após passagem por categorias menores do Cruzeiro. No sub-17 disputou 11 jogos e marcou 2 gols. Já no sub-20 foram apenas oito jogos e um gol marcado.

Foto de Marcelo Cortes/Flamengo

Comente com seu Facebook