Sob comando de Cabo, Guarani empata segundo jogo consecutivo

0
Fumagalli foi o destaque do Bugre no empate com o Boa em Varginha

O Guarani fez um primeiro tempo muito abaixo de suas possibilidades. Iniciou a partida até de forma equilibrada, mas foi cedendo espaços ao adversário. O BOA fez o gol com Rodolfo. Um golaço numa bola precisa atirada da direita.

ESPEL ELEVADORES

Rodolfo foi personagem da final da Série C do ano passado. Causou a expulsão de Ferreira, zagueiro que depois empurrou o árbitro por considerar o cartão vermelho injusto. O Bugre perdeu aquele jogo.

Na noite desta terça, os alviverdes conseguiram virar o placar. O Guarani teve postura e intensidade no segundo tempo e empatou o jogo logo a um minuto. Após cruzamento de Lenon pelo lado direito, Rafael Silva coloca o braço esquerdo na bola. O árbitro marcou pênalti para o Guarani. Ele viu a infração do zagueiro. Fumagalli bateu com perfeição fazendo 1 a 1. O Bugre virou após cruzamento de Fumagalli. Rafael Silva chegou dividindo com o zagueiro e a bola entrou no cantinho.

O time campineiro vencia até os 44 minutos do segundo tempo e cedeu o empate.  A arbitragem do paranaense Rafael Traci estava confusa. O gol de empate do BOA foi completamente irregular. Ruan recebeu em posição de impedimento dentro da área e rola para trás e Rodolfo fez o gol. Mas, o arbitro deixou de dar um pênalti para o BOA. Jussani colocou o braço na bola e o homem do apito não marcou.

Por pouco, o Bugre não tomou uma virada. Júlio Santos pegou uma sobra de cruzamento na área e chutou de primeira no ângulo esquerdo. Vagner saltou fazendo uma defesa espetacular.  Nos últimos 11 jogos o Guarani venceu apenas uma partida. Entretanto, na caminhada para buscar os 46 pontos, um ponto somado é muito importante. Próximo jogo do Guarani será terça-feira em Campinas contra o Paraná ás 21h30.

Comente com seu Facebook