Sem Cristaldo, diretoria da Ponte busca outras alternativas

0

A contratação do atacante argentino Cristaldo seria a mais importante da Macaca para o Brasileiro da Série B. O recuo do jogador em aceitar a proposta da Ponte, alegando problemas familiares, vai fazer a diretoria repensar a lista de contratações para a sequência da temporada.

A arrecadação de mais R$ 2,4 milhões para passar às oitavas da Copa do Brasil pode ajudar. A necessidade por reforços aumenta depois das duas últimas atuações ruins do time: na estreia da Série B e em Pernambuco pelo Torneio Nacional.

A prioridade de momento é trazer pelo menos mais um meia de criação. Murilo, que estreou no último sábado e já sentiu uma lesão e Tiago Real, que ainda sofre com a falta de ritmo de jogo por causa dos problemas no DM, são as opções de momento. O outro meia, Daniel, não correspondeu e será devolvido ao São Paulo.

No ataque, a equipe tem os jovens Yuri, Felippe Cardoso e Junior Santos como alternativas. A diretoria esperava por Cristaldo para qualificar em experiência o setor. Ainda no último mês nomes modestos para o ataque foram cogitados, como Bruno Moraes que estava no Botafogo e Safira que esteve no Novorizontino. No entanto, estes nomes foram negados pela cúpula alvinegra. A ideia é contar pelo menos com mais dois jogadores para a posição.

Na defesa, é esperado pelo menos mais um zagueiro. Reginaldo, ex-Fluminense, está contratado na troca envolvendo Luan Peres.