Sem clube há cinco meses, Renato Cajá tem futuro incerto e aposentadoria descartada

0
Foto de Fábio Leoni (PontePress)

A discreta passagem de Renato Cajá no Moisés Lucarelli, em 2017, desvalorizou o passe do meia no mercado. Desde que rompeu com a Ponte Preta em dezembro, o atleta de 33 anos segue sem clube e analisa o futuro.

Em contato com a reportagem do Portal CB, o staff de Cajá – liderado pelo ex-lateral, Cláudio Guadagno -, rotulou como remotas as chances de aposentadoria.

Renato Cajá sofre há dois anos com consecutivas lesões. No ano passado, ainda na Macaca, sofreu com um edema gastrocnêmio medial com extensão para a fáscia da perna esquerda.

Desde então, mesmo sem clube, está focado na recuperação total para não interromper novos projetos. Renato recebeu recentemente uma sondagem do Sport, mas as conversas não evoluíram. A prioridade da família está em voltar para o exterior.

O plano de Cajá é voltar ao futebol no segundo semestre de 2018.

DÍVIDA PAGA
As pendências financeiras envolvendo Renato Cajá e Ponte Preta foram pagas pelo presidente José Armando Abdalla. Com a camisa pontepretana foram 145 jogos com mais de 40 gols marcados. No Moisés Lucarelli, foi protagonista do vice-campeonato no Paulistão de 2008 e no acesso da Série B de 2014.

Comente com seu Facebook