O meia Bismark não será reforço da Ponte Preta em 2022. O atleta estava integrado com o elenco há dois meses e tinha expectativa de ser registrado no segundo semestre da temporada.

No entanto, o Comitê Arbitral da Fifa deu causa a favor do Al-Qadisiya, da Arábia Saudita, ex-clube do jogador. A informação foi divulgada inicialmente pelo Globo Esporte e confirmada pela reportagem.

Bismark retornou ao Brasil em 2020, durante o período agressivo da pandemia, para resolver problemas pessoais e não voltou no período estabelecido. Seu contrato com o clube árabe foi rescindido e as duas partes travaram uma batalha na Fifa por conta da multa rescisória.

A Fifa estipulou um pagamento para as duas partes por conta deste imbróglio. Bismark ainda pode apresentar um recurso até a primeira semana de junho. No entanto, a Macaca optou pro liberar o jogador das atividades e buscará outra opção para o meio-campo na próxima janela.

Comente com seu Facebook