Segue travada negociação entre Corinthians e Davó

0
Foto: Letícia Martins/Guarani FC

Após a virada do ano e o início das atividades dos clubes no Brasil, Corinthians e Davó vivem expectativa de acerto dos últimos detalhes para oficialização da contratação.

Após investimento de R$ 700 mil para compra de parte dos direitos econômicos, o atacante ainda não sabe se será utilizado por Tiago Nunes ou emprestado para ganhar rodagem – com a possibilidade de retorno ao próprio Guarani.

Em entrevista ao Globo Esporte, o presidente Ricardo Moisés explicou porque negociou o atleta com um valor abaixo da multa em agosto. “A negociação se iniciou em agosto. O Guarani buscava vender alguns atletas da base para terminar o ano e tirar o clube da zona de rebaixamento. Quando começou essa tratativa, o Guarani era o último colocado da Série B. É lei da oferta e da procura. Não tinha muita procura pelo atleta naquele momento, apesar de todo o destaque dele dentro do campo. Foi a melhor proposta que a gente teve naquele momento”, disse.

O Guarani manteve 20% do passe do atleta, prevendo lucro futuro. No momento a Elenko dispõe de 40% do passe do atleta, dos quais ainda falta quitar 20% com o clube bugrino, 40% pertencem ao atleta e empresário.

(por Júlio Nascimento)

Comente com seu Facebook