Roberto Fonseca adota mistério às vésperas da estreia pelo Guarani

0
Foto: Letícia Martins - Guarani Futebol Clube

O técnico Roberto Fonseca fez mistério na última entrevista coletiva antes da viagem da delegação à Maceió, onde o Guarani enfrenta o CRB na próxima sexta (12/07). Apesar de não esconder treinos e ter uma base titular bem definida, o comandante deixou duas dúvidas: no gol e no ataque: “Eu na minha cabeça, tenho uma equipe bem definida. Nos trabalhos e tudo mais, na minha cabeça tá bem definida, mas eu gosto de deixar aberto que o trabalho seja feito de modo positivo, todos entendendo aquilo que a gente quer porque se você trabalha um atleta ou simplesmente uma formação, eu acho que vocÊ muito a mercê daquilo que está fazendo,” disse o treinador.

ESPEL ELEVADORES

No gol, Jefferson Paulino e Kléver disputam posição e no ataque pelo lado esquerdo, Victor Feijão, que se recupera de otite, perdeu espaço nos últimos dias e tem Éder Luís como rival por uma vaga. A provável escalação do Bugre terá: Kléver (Jefferson Paulino); Lenon, Ferreira, Bruno Silva e Armero; Igor Henrique, Ricardinho e Arthur Rezende; Diego Cardoso, Éder Luís (Victor Feijão) e Michel Douglas.

A manutenção do zagueiro Bruno Silva no treino desta quarta, mesmo com o Vasco possuindo decisão judicial de que o jogador têm contrato com o clube carioca, indica que Fonseca pretende contar com o jogador: “por enquanto ele está a nossa disposição e ele continua normalmente até que seja passado pra nos oficial contrário ou positivo também”.

O treinador exaltou o comportamento e resultados nos 3 testes do time na intertemporada (venceu Nacional, Palmeiras e Pouco Alegre). “Estes jogos nos deram um parecer muito grande daquilo que nós tínhamos, daquilo que nós temos e onde podemos chegar … agora é colocar em prática dentro de campo”.

O Bugre joga fora de casa e é o vice-lanterna da Série B. Mesmo assim, Fonseca não sai de Campinas pensando num empate: “o resultado é consequência do trabalho. De repente o resultado de um empate pode ser ótimo, depende das circunstâncias da partida, como de repente pode ser péssimo. Tudo depende muito de como você está na hora do jogo, como as coisas aconteceram.”

Comente com seu Facebook