Restam opções para o técnico Daniel Paulista escolher o lateral-direito do Guarani no dérbi 201.

Além de Matheus Ludke, titular nos últimos jogos, o Bugre conta com o retorno de Diogo Mateus, recuperado de lesão.

O antigo titular não vai enfrentar apenas a briga com Ludke, mas também sombras do recém-contratado Samuel Santos, além de Pablo.

Mas como estaria a briga pela lateral neste momento visando o dérbi 201 na próxima sexta-feira?

  1. Ludke: o camisa 2 está na liderança neste momento. Titular nos dois últimos jogos, Ludke viu a defesa ser vazada apenas na partida contra o Náutico e não teve participação no gol de Jean Carlos. O jogador ainda participou de jogadas do ataque e nos gols criados pelo time. O fato de já ter jogado dérbi também conta favoravelmente ao jovem bugrino.
  2. Diogo Mateus: no período em que esteve como titular, Diogo Mateus demonstrou bom entrosamento com o sistema defensivo e também teve participações ofensivas consideráveis. O que pesa como desvantagem neste momento é o ritmo de jogo. Ele não atua desde o mês passado.
  3. Samuel Santos: lateral do acesso do Juventude na temporada passada, Samuel Santos desembarcou no Brinco de Ouro para colaborar com sua experiência e versatilidade. Mas é improvável que Daniel Paulista promova sua estreia como titular no dérbi. A estreia da comissão técnica é utilizar o jogador durante a partida na lateral ou também no meio-campo para colaborar na compactação tática se necessário.
  4. Pablo: em alguma eventualidade ou na necessidade de um esquema mais ofensivo, Pablo também se apresenta como alternativa na lateral bugrina. A tendência, entretanto, será sua utilização na última linha do ataque.

O Guarani encerra a preparação para o dérbi na quinta-feira, véspera do clássico, que será realizado no Moisés Lucarelli.

Foto de Thomaz Marostegan/Guarani FC

Comente com seu Facebook