A Comissão de Médicos da Federação Paulista de Futebol (FPF) vai apresentar o protocolo de segurança para o novo ministro da saúde nos próximos dias. O objetivo é conseguir autorização das autoridades para começar a encaminhar o retorno das atividades pensando na retomada do Campeonato Paulista.

O médico da entidade, Moisés Cohen, vai listar uma série de recomendações para jogadores, comissão técnica e todos profissionais que estarão presentes nas partidas que, provavelmente, serão realizadas com portões fechados.

Uma das recomendações dos médicos da Federação Paulista envolve o momento de êxtase máximo do futebol: o gol. A recomendação de Cohen é para que os jogadores não se abracem e não tenham outro tipo de contato ao comemorarem gols.

“Temos que dar o exemplo mesmo se tivermos segurança de que ninguém está contaminado. Então, faz o gol, pula sozinho para comemorar. Se todo mundo se abraçar, imagina o reflexo que isso pode ter no torcedor”, explicou Cohen ao Portal UOL.

Os médicos da FPF vão se reunir na próxima segunda-feira, via videoconferência, com representantes da saúde dos 16 clubes que disputam a Série A1 para discutir os últimos detalhes do protocolo de segurança para quando os jogos forem retomados. A ideia é inserir novas ideias e recomendações sugeridas por outros profissionais.

Os médicos também vão recomendar que os jogadores fiquem confinados por 15 dias antes do reinício do Paulistão, que ainda não tem data para ocorrer.

Reportagem de Júlio Nascimento | Foto de divulgação (Pontepress)

Comente com seu Facebook