Procurador do STJD descarta punir Goiás e garante que não haverá alteração na tabela da Série B

0

por júlio nascimento

ESPEL ELEVADORES

A Ponte Preta não herdará a vaga do Goiás na Série B do Campeonato Brasileiro. A Macaca criou expectativa de uma possível punição ao time goiano pela suposta escalação irregular do lateral Ernandes. Contudo, a hipótese foi descartada pelo próprio STJD no início da noite desta segunda-feira em contato exclusivo com o Portal CB.

A reportagem foi informada, em contato com o procurador Marcus Campos, que nem Goiás ou Ceará serão punidos pela utilização de Ernandes. O caso foi estudado pelo STJD durante o período da tarde e a denúncia deve ser apresentada somente ao atleta.

“É um documento errado há 20 anos e o clube é no mínimo vítima desta modificação”, explicou. Campos explica que o caso será enquadrado pelo STJD e pela CBF no artigo 35 do regulamento geral de competições. “Eventual irregularidade de ato de registro e/ou transferência não se confunde com irregularidade da condição de jogo, sendo de competência da CNRD, na forma de seu regulamento, apreciar e julgar tais irregularidades”.

O diretor de registros da CBF, Reynaldo Buzzoni, também transfere a responsabilidade apenas ao jogador. “Não existe irregularidade de jogo. Ele tinha condição de jogar. Não há nenhuma vantagem esportiva. O registro está errado há mais de vinte anos e o jogador será julgado individualmente”, explicou.

Sendo assim, Ernandes será denunciado individualmente com base no artigo 234 do CBJD, que explica que a punição é somente sobre o agente (jogador) que fez o uso do documento alterado. É uma questão de data sem benefício para agremiações tendo em vista uma competição que não tem limite de idade – diferente do caso recente da Copa São Paulo, que limita jogadores até 20 anos a participarem.

Campos finaliza alegando que o Goiás só seria punido em caso de escalar o jogador sem estar regularizado no BID ou em caso de um atleta ter atuado por mais de três equipes na mesma temporada. Se denunciado no STJD, Ernandes pode pegar punição de 180 a 720 dias de suspensão e multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

Conforme garantido pelo STJD, que continuará investigando o caso, a tabela da Série B não sofrerá alterações com o Goiás mantido na quarta posição e a Ponte Preta no quinto lugar – os dois times terminaram com 60 pontos, mas o Esmeraldino em vantagem nos critérios de desempate.

Comente com seu Facebook