Presidente reafirma interesse em parceiros e banca Umberto no comando do Bugre

0
Presidente Palmeron Mendes Filho bancou técnico Umberto Louzer no comando do Bugre. Foto: Letícia Martins – Guarani Press

A apresentação do lateral-esquerdo Pará veio acompanhada de uma emtrevista coletiva do presidente do Guarani, Palmeron Mendes Filho. Dois assuntos foram colocados em pauta ao mandatário: o interesse do clube em firmar uma parceria para o departamento de futebol e a situação do técnico Umberto Louzer no comando alviverde.

ESPEL ELEVADORES

Com relação à parceria, Palmeron desmentiu as informações de que o assunto “esfriou”. O dirigente afirmou que o assunto tem demorado mais do que o esperado porque o clube tem tomado todo o cuidado necessário para dar os próximos passos. Uma primeira proposta foi feita pelo grupo Magnum, no entanto, os dirigentes ainda acreditam que é preciso ajustar detalhes do documento. “A proposta tem que ser melhorada, ela será trabalhada e no momento certo será apresentada ao conselho deliberativo, depois para a assembléia e com certeza o futebol do Guarani sairá mais forte no decorrer dos próximos passsos”, disse Palmeron.

A diretoria do Guarani ainda aguarda uma segunda proposta que será feita por um grupo de empresas compostas pela EMS, Traffic e Elenko, além do empresário Nenê Zini. O presidente do clube negou que o processo de parceria não envolve a terceirização do departamento de futebol. “O início se falou muito em terceirização. A coisa evoluiu, os próprios parceiros entendem que o DNA do Guarani é futebol e que toda a representatividade perante Federação Paulista, CBF não pode em nenhum momento sair das mãos do Guarani e esta foi uma exigência do Guarani durante todo o processo de negociação (…) nós trabalharemos em co-gestão na qual o Guarani continuará tendo toda a representatividade.”

Palmeron também fez questão de dizer que Umberto Louzer segue no comando alviverde. Após a demissão do técnico Marcelo Chamusca do Ceará, surgiram rumores de que o Bugre poderia trazer o ex-técnico do clube cearense de volta a Campinas. O presidente alviverde negou que o atual comandante do Bugre esteja ameaçado no cargo: “O Guarani hoje possui um treinador que tem toda a confiança do grupo e da comissão técnica e da diretoria que é o Umberto. Poucos treinadores têm a personalidade de se recuperar tão rapidamente de uma derrota num dérbi (…) Não há que se falar no Guarani em Marcelo Chamusca nem Vadão e nem ninguém. Nosso treinador é o Umberto e confiamos no trabalho que está sendo feito”.

Comente com seu Facebook