O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol, Delegado Olim, concedeu entrevista à Rádio Bandeirantes para falar sobre a situação envolvendo o Campeonato Paulista.

Olim e a FPF esperam por uma decisão do governador João Dória ainda nesta sexta-feira. O presidente do TJD, entretanto, alegou que houve uma indefinição sobre os próximos passos entre os próprios políticos.

“Eu não sei o que o governador vai decidir nesta sexta-feira, mas há uma divisão no Palácio dos Bandeirantes sobre iniciar uma retomada das atividades a partir de segunda-feira, mas outra ala que defende a sequência das restrições por mais duas semanas”, disse Olim.

A FPF ainda mantém a expectativa de manter a final na data 23 de maio.

“O presidente da Federação teve uma conversa muito boa com o Ministério Público nesta semana. Os clubes estão seguindo os protocolos e fazendo tudo o que deve ser feito. Mas o Ministério Público e o Governo seguem unidos para segurar o futebol. A tendência é que o campeonato seja encerrado na data marcada para acabar”, continuou.

Olim não descartou a possibilidade de levar os jogos para outros estados em caso de veto de João Dória sobre a continuidade das partidas em São Paulo.

“A maioria dos clubes é favorável na manutenção do campeonato porque tem compromissos. Eles querem ir pro tudo ou nada. Ou pelo menos a maioria. Eu não duvidaria da possibilidade de jogar em outro estado”, explicou.

O presidente do TJD ressaltou que confia nos protocolos criados pelos clubes e pela Federação Paulista.

“O futebol precisa retornar. Temos um protocolo muito rígido criado pelo doutor Moisés Cohen com a colaboração de vários médicos dos clubes. Não tem presença do torcedor. Há uma segurança grande para continuar com os jogos”, encerrou.

Comente com seu Facebook