Presidente do Guarani é convencido a continuar no cargo

0
Foto: Letícia Martins - Guarani Press

por júlio nascimento e marcos luiz

ESPEL ELEVADORES

O Guarani viveu um verdadeiro caos político na noite desta quinta-feira, 9, durante reunião do Conselho Deliberativo no Estádio Brinco de Ouro. O principal motivo pelo desentendimento entre os conselheiros envolve a Assembleia de Sócios, agendada para a próxima segunda-feira, que vai discutir a continuidade ou não do processo de cogestão.

Os conselheiros votaram pela realização ou não da Assembleia. O adiamento da reunião foi o escolhido por maior quantidade de votos (28 contra 25) e causou irritação ao atual presidente do clube, Palmeron Mendes Filho, que estava voltando de viagem do Rio de Janeiro.

O atual mandatário chegou ameaçar a entregar o cargo caso a Assembleia fosse cancelada via mensagens de Whatsapp. Fontes ouvidas pela reportagem garantem que Palmeron enviou um áudio para os membros do Conselho Deliberativo cogitando a renúncia, mas isso não foi colocado em ATA.

Pessoas próximas ao presidente disseram a reportagem que Palmeron segue no comando do Guarani e que a Assembleia continuará agendada para segunda-feira, quando os associados votariam entre Magnum/ASA ou Nenê Zini/Elenko/Traffic para iniciar o processo de gestão compartilhada do Departamento de Futebol.

Comente com seu Facebook