Presidente do Guarani despista sobre Corinthians, mas admite dificuldade em segurar Davó

0
Foto: David Oliveira - Guarani Futebol Clube

O atacante Davó foi um dos principais destaques da temporada do Guarani. Após ter sido um dos goleadores da Copa São Paulo no início do ano, foi promovido ao profissional e se tornou titular absoluto sob comando de Thiago Carpini.

Davó despertou atenção de grandes times do futebol brasileiro e mesmo com contato a ser cumprido não deve permanecer no Bugre para os próximos anos.

Em entrevista ao programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes de Campinas, o presidente Ricardo Moisés admitiu que a permanência de Davó é quase incerta no Brinco de Ouro. “É um jogador que mostrou grande potencial e o desejo do Guarani é de contar com ele em 2020, mas sabemos que é muito difícil”, disse.

A equipe campineira se apoia no contrato longo – válido até 2022 – e uma multa rescisória para o mercado nacional no valor de R$ 8 milhões e para o exterior de R$ 80 milhões como “blindagem”.

Davó teve 40% dos direitos econômicos adquiridos pela Elenko Sports recentemente, mas os empresários garantem que não foi um movimento pensando em futuras negociações.

Ao ser questionado se o futuro de Davó é o Corinthians, Ricardo Moisés despistou, mas admitiu que há uma clausula de confidencialidade em uma negociação existente. “Temos um acordo e não podemos falar sobre valores. Mas esse acordo não é com o Corinthians”, explicou.

Comente com seu Facebook