Em busca de afirmação, defesa do Guarani tenta feito inédito na Série B

0
Créditos: Gabriel Ferrari/Guarani Futebol Clube

por júlio nascimento

O sistema defensivo do Guarani é, de longe, o setor mais criticado da equipe após 22 rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro. As constantes oscilações e falhas fizeram com que o torcedor perdesse a confiança nos zagueiros. Tanto é que o Bugre já testou cinco atletas diferentes na posição e resta Ferreira para estrear.

Na última partida, Umberto Louzer promoveu a estreia de Fabrício Carioca. O experiente zagueiro estava no futebol do Cazaquistão e foi contratado após pedido da comissão bugrina por um defensor canhoto. O jogador se destacou nos treinamentos e foi escalado para atuar contra o Sampaio Corrêa. A estreia ocorreu sem exigências e sustos, mas com a efetividade de não sofrer gol após 45 dias.

 

Com Ferreira ainda longe do condicionamento físico ideal, a dupla Fabrício Carioca e Philipe Maia foi a escolhida para atuar nos próximos jogos e certamente estará em campo no próximo final de semana para disputa do Dérbi 192 contra a Ponte Preta. Mas antes eles têm um objetivo a cumprir: passar dois jogos sem sofrer gols pela primeira vez na Série B.

A defesa do Guarani passou ilesa em apenas 5 oportunidades nesta Série B: contra o Sampaio Corrêa (2ª rodada e 21ª rodada), diante do Criciúma (5ª rodada), contra o São Bento (11ª rodada) e na partida contra o Oeste (14ª rodada). Em nenhuma ocasião conseguiu duas partidas consecutivas sem sofrer gols.

O Bugre conta com seis zagueiros no atual elenco à disposição de Umberto Louzer: Philipe Maia, Fabrício Carioca, Edson Silva, Everton Alemão, Anderson de Jesus e Ferreira.