Ponte vence Brasil de Pelotas e embala segunda vitória consecutiva na Série B

0

O início de João Brigatti como técnico da Ponte Preta é arrasador. São 7 de 9 pontos disputados e duas vitórias seguidas. A vítima da vez foi o Brasil de Pelotas. Com gols de Murilo e Paulinho, a Macaca venceu por 2 a 0, no Bento de Freitas, pela 10ª rodada da Série B.

O resultado levou o time de Brigatti para a 11ª colocação, com 14 pontos somados. Já o Xavante estacionou na 16ª posição, muito próximo da zona de rebaixamento, com apenas 10 pontos conquistados até o momento.

Nos primeiros dez minutos de jogo, o panorama era de muito equilíbrio. Com uma chance para cada lado, nenhuma equipe foi capaz de vazar as respectivas defesas, mantendo o placar inalterado.

Com o passar do tempo, o confronto seguia da mesma forma. No entanto, a Ponte, tendo a primeira chance clara de abrir a contagem, tentou o arremate com Danilo Barcelos, mas a zaga da equipe gaúcha acabou desviando, e, no lance seguinte, o Brasil deu a resposta com Lourency, de cabeça, após cruzamento de Éder Sciola, porém defendido pelo goleiro Ivan.

Mas o time de Campinas não estava intimidado em atuar no campo rival. Com isso, aos 21 minutos, Orinho arriscou um bonito chute de fora da área, passando muito próximo ao gol do arqueiro Marcelo Pitol.

Vendo o adversário pressionar, o Xavante não deixou barato. Aos 24, aproveitando cruzamento de Lourency, Calyson, de cabeça, encontrou o seu companheiro Itaqui em boas condições, mas o camisa 10 não conseguiu finalizar com precisão.

Mesmo com as chances aparecendo, a partida passou a ficar mais calma até meados 34 minutos. No entanto, no minuto seguinte, o Rubro-negro, com Luiz Eduardo, quase chegou ao primeiro gol, após cruzamento errado, dando trabalho ao goleiro Ivan.

Aproveitando o momento, o Brasil outra vez partiu pro ataque, agora com real perigo de gol. Aos 38, com o espaço aberto, arriscou de longe, porém acertando a trave para desespero do meia.

Sendo pressionada, a Ponte não quis ficar por baixo, e, aos 43 minutos, abriu o marcador no Bento de Freitas. Após tentativa de Murilo, a bola acabou batendo no gramado, o que tirou a possibilidade de Marcelo Pitol fazer a defesa. 1 a 0.

Atrás no placar, o Brasil de Pelotas, nos acréscimos, ainda tentou descontar. Porém Éder Sciola não conseguiu alcançar a bola no cruzamento de Lourency, fazendo com o que o Ivan afastasse o perigo, terminando assim a etapa inicial.

Na volta para os últimos 45 minutos, apenas a equipe da casa optou por mudar. Sendo assim, nos primeiros dez minutos, a equipe mostrou-se mais motivada para tentar o empate, tendo a chance com Lourency, mas a bola acabou indo para fora.

E o Xavante seguia melhor no jogo. Até os 29, a equipe não dava nenhum espaço para a Ponte, que por sua, apenas se segurava do jeito que podia, graças às defesas do goleiro Ivan.

No entanto, mesmo em meio à pressão que sofria no jogo, a Ponte conseguiu, finalmente, oferecer perigo no segundo tempo. Aos 30, Júnior Santos saiu-se bem da marcação do Brasil, mas acabou chutando pela rede do lado de fora, lamentando o fato.

Já no minuto seguinte, outra vez o time paulista chegou forte, dessa vez com Tiago Real. Em bom passe de Murilo, Tiago Real acabou finalizando em cima do goleiro Marcelo Pitol, para alívio do técnico Clemer.

E o bom momento vivido pela Ponte acabou dando resultado. Aos 40 minutos, Pitol acabou dando rebote na primeira tentativa, sobrando para Murilo finalizar, fazendo com que o arqueiro fizesse uma nova intervenção, mas não evitando o gol de Paulinho. 2 a 0.

Com o resultado praticamente decretado, os jogadores do time de Campinas apenas viram o tempo passar, já que o Brasil não demonstrava mais nenhum tipo de reação, encerrando a partida no Bento de Freitas.

FICHA TÉCNICA

BRASIL DE PELOTAS 0 x 2 PONTE PRETA

Local: Estádio Bento de Freitas, em Pelotas (RS)

Data: 09 de junho de 2018, sábado

Horário: 21h (de Brasília)

BRASIL DE PELOTAS : Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Rafael Dumas e William Machado; Leandro Leite, Itaqui, Toty, Lourency e Calyson; Luiz Eduardo

Técnico: Clemer

PONTE PRETA: Ivan; Nathan, Léo e Renan Fonseca; Igor Vinícius, André Castro, Tiago Real, Danilo Barcelos e Orinho; Júnior Santos e André Luís

Técnico : João Brigatti

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)

Assistentes: Lucas Torquato Guerra (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Cartões: Calyson, Leandro Leite, (Brasil de Pelotas); Danilo Barcelos, Renan Fonseca, Orinho, Igor Vinícius (Ponte Preta)

Gols:  Murilo, aos 43 minutos do primeiro tempo; Paulinho, aos 40 minutos do segundo tempo

 

Comente com seu Facebook