Ponte perde de novo fora de casa e se afunda mais no Z-4

0
Atacante Mendoza comemora primeiro gol sobre a Ponte na Arena Fonte Nova

Há mais de dois meses a Ponte Preta não conquista das vitórias consecutivas no Brasileirão. Desta vez, a derrota foi para o concorrente direto Bahia.

A Macaca levou um gol em cada tempo. O Bahia passou quase metade do primeiro tempo sem conseguir superar a malha de marcação montada pela Ponte Preta. A estratégia estava dando certo. Mas, num erro de passe no ataque, o Bahia usou a velocidade para fazer a bola chegar ao ataque. Allione acionou Mendoza, entrou na área e tocou na saída de Aranha para inaugurar o placar.

Na sequência, Edigar Junio recebeu passe de Zé Rafael e perdeu a oportunidade de ampliar. A Ponte se lançou ao ataque. O lance de maior perigo da equipe de Campinas surgiu nos acréscimos, quando Nino Paraíba fez um ótimo cruzamento e Claudinho mandou de primeira pra fora.

No segundo tempo, Eduardo Baptista colocou o artilheiro do sub-17 John Kleber e Léo Arthur. John Kleber ficou em campo 13 minutos e saiu contundido num lance quando ele tentou marcar pressão na saída de bola do goleiro do Bahia. Foi uma fatalidade, o garoto tem suspeita de ter rompido os ligamentos do joelho. O técnico da Ponte Preta errou quando colocou Emerson no lugar de John Kleber. Deveria ter colocado Saraiva. O Bahia foi pra cima. Juninho, Zé Rafael e Tiago tiveram boas possibilidades de ampliar, mas erraram no arremate. Fernando Bob, o pior jogador da Ponte Preta, armou uns 5 ou 6 contra ataques. A sorte é que o Bahia não aproveitava. A Macaca, muito flácida no ataque, não incomodava o goleiro do Bahia. O Bahia fez o segundo no finalzinho. Zé Rafael lançou Mendoza, que ajeitou para Edigar Junio fazer 2 a 0.

Maranhão, Jadson e Claudinho além do Bob foram os destaques negativos do time campineiro.

Com o resultado negativo, a Ponte cai do 17º para o 18º lugar e agora está a um ponto do Sport, primeiro time fora da zona de rebaixamento. A alvinegra campineira volta a jogar contra o Grêmio, às 19h30, no Moisés Lucarelli, na próxima quarta-feira.

Comente com seu Facebook