O zagueiro Luizão, de 33 anos, foi apresentado como reforço na Ponte Preta após passagem pelo Santo André no Campeonato Paulista. Sua campanha no líder do Paulistão chamou atenção da diretoria da Macaca.

Mas a história de Luizão chama atenção principalmente pelo seu início de carreira. Há 15 anos, quando promovido ao time principal do Cruzeiro, o jogador despontava como novo Luisão – ídolo do Benfica -, chegando na Seleção Brasileira sub-20.

Aos 19 anos, desbancou David Braz, atualmente no Grêmio, para ser titular no sistema defensivo na equipe do técnico Nélson Rodrigues. A comissão técnica estudou mudanças durante a competição, mas Luizão permaneceu entre os titulares.

David Luiz, titular na Copa de 2014 e atualmente no Arsenal, chegou a ir para o banco de reservas para que o reforço da Macaca permanecesse como titular.

A base do Brasil tinha Cássio; Eduardo Ratinho, Luizão, David Luiz e Marcelo; Roberto, Renato Augusto, Willian e Leandro Lima; Alexandre Pato e Jô. O plantel ainda contava com nomes como Carlos Eduardo, Luiz Adriano, Ji-Paraná e Amaral.

Apesar da alta expectativa pelo rendimento na carreira de Luizão, sua carreira tomou um rumo diferente e se alternando entre projetos no Brasil e no exterior. Chegou a atuar com Rivaldo fora do país e também sofreu com lesões durante um período da carreira.

Após se destacar pelo Água Santa em 2017, recuperou seu prestígio em São Paulo e se firmou como um dos líderes na equipe do Santo André. Ele chega para ser um dos xerifes do sistema defensivo da Macaca sob comando de João Brigatti.

Reportagem de Júlio Nascimento | Foto de divulgação/Fifa.com

Comente com seu Facebook