No maior jejum comandando a Ponte, Kleina descarta relaxamento: ‘Futebol é momento’

0
Foto: Álvaro Jr. - Ponte Press

Gilson Kleina tem contrato até o final do Campeonato Paulista do ano que vem, mas não está acomodado no vínculo com a Ponte Preta. O treinador está em sua pior sequência de resultados negativos e não vence há nove jogos com a Macaca.

ESPEL ELEVADORES

“O futebol é momento e não posso me acomodar. É trabalhar para que essa maré tenha calmaria. Espero que os resultados comecem a surgir para o nosso lado”, disse. “Meu contrato é até abril, mas vamos viver um jogo de cada vez. Todos estão sofrendo e ainda temos trabalho pela frente”.

Apesar da nova derrota na Série B, desta vez para o CRB, a Ponte Preta não pode mais ser alcançada pelo Londrina na tabela e garantiu sua permanência na Segunda Divisão do futebol nacional.

“Precisamos levantar a cabeça, conversar e trabalhar para que os últimos jogos sejam diferentes. Fico envergonhado por mim e pelo nosso torcedor. Dentro da nossa história nunca passamos por uma situação como essa. O futebol trabalha com uma equipe de profissionais e ainda há dois jogos importantes”, ressaltou.

Comente com seu Facebook