No início da terceira minimeta, Vadão faz mistério para escalar Guarani

0
Técnico Vadão ainda não definiu time que enfrenta o Goiás

O técnico Vadão decidiu fazer mistério sobre a escalação do Guarani que entra em campo às 20:30 desta terça-feira contra o Goiás pela décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

ESPEL ELEVADORES

Sem poder contar com Eliandro, vetado pelo departamento médico, pelo segundo jogo seguido, o comandante também lamentou a ausência do atacante Rafael Silva que ainda não teve a sua situação regularizada na CBF. A expectativa é de que o treinador mantenha a mesma escalação do último jogo. Mas Vadão também vai observar a questão física dos atletas para não correr o risco de perder jogadores por lesão. Fumagalli é um dos que merecem mais atenção. “A gente tem feito isso com frequência. A única coisa que deu problema foi que queríamos que ele não jogasse o jogo passado. Ele jogaria contra o ABC, mas teve um imprevisto particular e ele acabou jogando lá (em Caxias) e então teve dois jogos muito próximos. Vamos falar com ele”.

Caso Fumagalli não entre em campo, Caíque pode ser uma opção no meio campo. Ou Vadão pode optar pela entrada de Richarlyson no setor.

O jogo contra o Goiás vai marcar o início da terceira minimeta estipulada pelo comandante bugrino. Vadão considera esta sequência mais difícil do que as duas anteriores. Como o time acumulou dois pontos de “gordura” na primeira minimeta, e hoje soma 22 pontos em 12 jogos, oitos pontos em seis partidas serão suficientes para o time fechar o turno na marca dos 30 pontos. “Se a gente terminar com trinta pontos, é uma boa pontuação. Como a gente ultrapassou isso e foi para a liderança, se cria uma expectativa de se fazer mais que trinta. Se puder fazer mais, é excelente, é o que gostaríamos. Mas trinta pontos está dentro do que planejamos”, disse o treinador.

Comente com seu Facebook