Náutico descarta recurso no TAS e garante R$ 2,4 milhões para a Ponte Preta

0

A Ponte Preta pode gastar os R$ 2,4 milhões adquiridos pela classificação na quarta fase da Copa do Brasil. A Macaca venceu o Náutico na fase anterior do torneio, mas o clube pernambucano entrou com pedido no STJD solicitando a anulação da partida por irregularidades na equipe campineira.

A alegação do Náutico era que o lateral-direito Igor e o atacante Júnior Santos não poderiam atuar pela Ponte Preta por terem ficado no banco de reservas do Ituano em fase anterior da mesma edição. Porém, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou, por unanimidade, improcedente o pedido do Timbu.

O único recurso disponível ao Náutico era recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, mas como apurou a reportagem do Portal CB, o departamento jurídico da equipe de Recife descartou tal solicitação pelo alto custo do processo.

Com o caso encerrado, a Macaca garante os R$ 2,4 milhões e o Flamengo ratifica a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil.