Na despedida de Nazário, Guarani empata com o Boa Esporte e decepciona no Brinco

0

Na despedida de Bruno Nazário, o Guarani recebeu o Boa Esporte, no Brinco de Ouro, pela 13ª rodada da Série B. Mesmo dominando as estatísticas em finalizações e posse de bola, o time de Umberto Louzer não saiu do empate por 1 a 1 e decepcionou o torcedor que compareceu ao campo.

Com o resultado, o Bugre chegou aos 17 pontos na competição – cinco de diferença para o G4. O próximo compromisso é na quinta-feira, dia 5, contra o Oeste em Barueri.

O Guarani testou uma formação mais agressiva diante do Boa Esporte. A opção por Ricardinho e Denner ao invés de Baraka – que também negocia sua saída do clube -, era para deixar o meio-campo mais ofensivo. Os principais lances saíram dos pés de Longuine e Bruno Nazário.

Aos 21 minutos do primeiro tempo, Nazário cobrou falta e encontrou Denner sozinho na área, mas o volante chegou atrasado e apenas assustou a defesa mineira. Depois, aos 28, Ricardinho encontrou Kevin que cruzou para Longuine exigir bloqueio do zagueiro Caíque.

O Guarani seguiu com volume de jogo, mas encontrava dificuldades para furar a defesa do Boa Esporte. Foram sete finalizações nos primeiros 45 minutos, mas apenas duas finalizações de perigo. Já o time de Varginha ficava pouco com a bola e se preocupava em se defender.

O Guarani começou o segundo tempo com muita pressão. A entrada de Matheus Oliveira na vaga de Caíque deu uma nova dinâmica para o ataque. Logo aos três minutos da etapa final, Longuine recebeu de frente para o goleiro, mas errou na finalização. Depois, Matheus Oliveira tentou de longe, aos 13 minutos, e acertou a trave.

A pressão continuou e aos 14 minutos Kevin encontrou Longuine na área e o meia se atirou para mandar a bola para o fundo do gol: 1 a 0 para o Guarani.

Mesmo com o gol feito, o Guarani continuou em cima do lanterna da Série B e quase ampliou com Edson Silva. O zagueiro recebeu a bola na área após cruzamento de Rafael Longuine e obrigou o goleiro Fabrício a fazer grande defesa.

A partir dos 30 minutos, o Guarani abdiciou de jogar e tentou controlar o tempo. Estratégia errada. O Boa Esporte começou a incomodar com jogadas perigosas de Daniel Cruz e chegou ao empate aos 41 minutos. Manoel, que entrou no segundo tempo, aproveitou falta de Bruno Tubarão e bateu no canto de Georgemy: 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

Série B, 13ª rodada

Data: 29 de junho de 2018

Local: Estádio Brinco de Ouro

Guarani: Georgemy; Kevin, Philipe Maia, Edson Silva e Pará; Ricardinho e Denner (Poveda); Bruno Nazário (Guilherme), Rafael Longuine e Caíque (Matheus Oliveira); Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer

Boa Esporte: Fabricio; Hélder, Caíque, Luan e Elivélton; Djavan, Alyson, William Schuster e Daniel Cruz; Douglas Baggio (Bruno Tubarão) e Felipe Alves (Manoel). Técnico: Ney da Matta

Gols: Rafael Longuine aos 13 minutos do segundo tempo; Manoel aos 41 minutos do segundo tempo

Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)

Cartões amarelos: Philipe Maia, Douglas Baggio, Kevin, Djavan, William Schuster, Georgemy, Matheus Oliveira e Caíque

Público: 2.248

Renda: R$ 26.801,00