O Guarani enfrenta o Vasco da Gama nesta quinta-feira, às 21h30, na Arena da Amazônia, em Manaus. A partida seria realizada no Brinco de Ouro, mas o gramado do estádio passa por manutenção e as equipes decidiram levar a partida para o público manauara.

Apesar de mandante, o Bugre vai se sentir em atmosfera de visitante. Isso vai ocorrer porque boa parte dos 44 mil ingressos foram vendidos e direcionados ao time carioca pela quantidade de vascaínos na região.

No entanto, com ticket médio de 80 reais, a expectativa do Conselho de Administração é de uma grande arrecadação para os cofres do time campineiro.

Mas independente do lugar, o duelo entre Guarani e Vasco sempre é equilibrado. Nos 42 jogos disputados na história a vantagem é bugrina. Foram 19 vitórias do Guarani – inclusive a histórica na Série B do ano passado quando Pablo marcou após Rafael Martins defender pênalti – contra 13 vascaínas, além de 10 empates.

Será o terceiro encontro entre Guarani e Vasco que não será realizado em Campinas. O primeiro, em Campo Grande no Mato Grosso do Sul, terminou empatado por 2 a 2. O jogo amistoso ocorreu em 1972. Depois, em 95, o Vasco venceu por 1 a 0 em Cariacica.

Para buscar a primeira vitória na Série B fora do Brinco de Ouro, o Guarani será escalado por Ben-Hur Moreira com mudanças. Sob olhares de Marcelo Chamusca, a equipe vai atuar com Kozlinski; Diogo Mateus, Ronaldo Alves, Ernando e Matheus Pereira; Leandro Vilela, Silas (Madison) e Giovanni Augusto; Bruno José, Júlio César e Nicolas Careca.

Foto de Thomaz Marostegan/Guarani FC

Comente com seu Facebook