Moisés Lucarelli é interditado

0

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva confirmou a interdição do estádio Moisés Lucarelli por causa da invasão de campo e de todo o tumulto causado no final do jogo contra o vitória que terminou com o rebaixamento da macaca. http://carlosbatista.com.br/ponte-perde-para-vitoria-e-confirma-rebaixamento-para-serie-b/

A interdição é por tempo indeterminado e tem validade para qualquer competição no majestoso. Nesta quinta, o departamento jurídico da Ponte saberá o quais as obras que serão necessárias para passar por uma vistoria da CBF e liberar o local.

Além disso, a Ponte foi enquadrada em dois artigos do código brasileiro de justiça desportiva, um deles triplamente qualificado. Ou seja, a pena por não prevenir e reprimir a desordem, invasão e lançamento de objetos prevê pena de 10 perdas de mando. Mas pela gravidade do caso, isso pode ser multiplicado por 3. A macaca pode ficar até 30 partidas sem jogar no Moisés Lucarelli em competições organizadas pela CBF. O julgamento do caso já será nesta segunda-feira à uma e meia da tardeno Rio de Janeiro.

Outra medida do STJD foi a proibição de torcedores da Ponte Preta no último jogo do time no Brasileirão, em São Januário no próximo domingo contra o Vasco.

A última vez que o clube foi punido com perda de mando de campo foi na Série B de 2011. No derbi daquele ano, no majestoso. No intervalo, depois de palavras de provocação do locutor da partida, a torcida do Guarani ateou fogo nos banheiros visitantes. Começou uma confusão e houve confronto a polícia.

Inicialmente, Ponte e Guarani perderam 10 mandos de campo cada. Mas os clubes recorreram e no final, as duas equipes como punição jogaram cinco vezes cada longe de seus estádios, na cidade de Araraquara.