Mesmo com semana cheia, Vadão não consegue definir com antecedência time titular do Bugre

0
Meia Fumagalli ainda não tem escalação garantida contra Londrina

O técnico Vadão continua com pendências para definir o time que entra em campo neste sábado diante do Londrina pela antepenúltima rodada da série B do Brasileiro. Sem poder contar com o zagueiro Ewerton Páscoa que está vetado com uma lesão na coxa e com o volante Auremir que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o treinador já definiu os substitutos: Genilson retorna na defesa e Richarlyson entra no meio.

ESPEL ELEVADORES

O problema do treinador está justamente no meio campo. Fumagalli não participou de todos os treinos da semana por causa de um resfriado e depois sentiu um incômodo na coxa. Isso deixa em aberto a participação do meia no confronto deste sábado. Caso ele não possa atuar, a tendência é que Luis Fernando ganhe uma oportunidade.

No ataque, a semana foi de expectativa pela escalação de uma das três novidades: Eliandro voltou a treinar com bola depois da lesão na coxa, Bruno Mendes foi oficializado no início da semana e o colombiano Rentería teve o seu nome publicado no BID nesta quinta e também está liberado. No entanto, Vadão preferiu dar uma oportunidade para o jovem Gabriel Leite, que está emprestado do Palmeiras ao Bugre. Num futuro breve, os três atacante terão oportunidades, no entanto, no momento o técnico Vadão considera que eles ainda não estão em plenas condições para começarem uma partida.

A expectativa é de que o Guarani vai a campo com Leandro Santos, Lenon, Diego Jussani, Genilson e Gilton; Evandro, Richarlyson, Bruno Nazário e Fumagalli ou Luis Fernando; Gabriel Leite e Caíque.

Uma vitória vai fazer o Guarani cumprir a terceira minimeta estipulada por Vadão com uma rodada de antecedência. Depois do Londrina, os alviverdes terão o Luverdense em Lucas do Rio Verde e o Internacional em Campinas como adversários antes do final do primeiro turno.

Comente com seu Facebook