O técnico Daniel Paulista voltou a bater na tecla do equilíbrio no time do Guarani.

A equipe alviverde sofreu oito gols nos últimos dois jogos. Foram duas goleadas sofridas: a primeira diante do Vasco no Rio de Janeiro e a última contra o Vila Nova no Brinco de Ouro.

Após criar uma gordura no saldo, o Bugre se transformou na terceira pior defesa da Série B com 22 gols sofridos em 15 jogos. Está atrás apenas do Cruzeiro (25) e Confiança (23), equipes da zona de rebaixamento.

“A gente precisa mudar nossa postura defensiva. Ficou claro que estamos falhando neste ponto e precisamos do equilíbrio. É um momento de serenidade e tranquilidade para encontrar soluções”, explicou Paulista após a partida contra o Vila.

Foram duas defesas diferentes nos últimos jogos.

Contra o Vasco da Gama a equipe contou com Pablo e Titi entre os titulares, mas diante do Vila Nova a base que vem atuando foi escalada com as voltas de Diogo Mateus e Ronaldo Alves ao lado de Gabriel Mesquita, Thales e Bidu.

Por outro lado, o ataque segue funcionando e o Bugre tem o melhor índice da competição. São 24 gols marcados em 15 jogos. Média de 1.60 gol por jogo. A equipe lidera a estatística ao lado do Náutico.

“A equipe está criando muito. Nos últimos jogos o time produziu ofensivamente, mas está pecando no sentido de colocar a bola para dentro e aproveitar”, reiterou.

O próximo compromisso da equipe será diante do Brasil de Pelotas na sexta-feira pela 16ª rodada.

Foto de Thomaz Marostegan/Guarani FC

Comente com seu Facebook