O técnico Marcelo Chamusca ainda não conseguiu livrar o Guarani da zona de rebaixamento. Diferente de sua primeira passagem, onde conseguiu números positivos atuando no Brinco de Ouro, o comandante não venceu atuando em Campinas.

Foram três jogos com dois empates e uma derrota por três gols de diferença. Resultados que deixam o sinal de alerta ligado e geram questionamentos sobre a força do Bugre para reagir dentro da competição.

“Eu tenho convicção no meu trabalho. O clube também está me proporcionando confiança para trabalhar. Eu acredito que a gente pode mudar a situação do Guarani na Série B. Em termos de resultado ainda está aquém do que gostaríamos, mas é preciso continuar entendendo o contexto e seguir com a dedicação para sair da situação desconfortável”, explicou o comandante alviverde.

Agora com 13 pontos, o Guarani está em 18º colocado e enfrenta o Londrina na próxima sexta-feira. Ainda por conta do nivelamento da competição, o Bugre tem chances matemáticas de deixar a zona de rebaixamento se conseguir voltar do Paraná com três pontos.

“Toda não conquista dos três pontos deixa todo mundo chateado. A gente trabalhou muito durante a semana. Fizemos uma grande mobilização até em aspecto emocional. Mas agora precisamos trabalhar para converter tudo isso em resultado”, completou.

Foto de Luciano Claudino/Guarani FC

Comente com seu Facebook