Maior ídolo da história da Ponte, Dicá faz aniversário neste sábado

0

Se perguntarmos para qualquer pontepretano quem foi o maior ídolo da história do clube do coração, Mestre Dicá estará presente em certamente mais de 90% das opiniões. Quase uma unanimidade, Oscar Sales Bueno Filho completa 72 anos neste sábado, 13 de julho, dia do rock, dia de balançar as estruturas para sempre.

ESPEL ELEVADORES

Do Esporte Clube Santa Odila, aos 15 anos, despertou de maneira precoce o interesse dos dois times de Campinas. A paixão do pai pela Ponte o levou à alvinegra em 1966. Depois disso, todo amante da Macaca conhece ao menos algo desta história. Da conquista de 1969 no Paulista da divisão de acesso, ao time que encheu os olhos do país no Paulista de 1977 e outras decisões que só aumentavam a empatia entre torcida e time.

Ao longo dos quase 20 anos de carreira, foram 200 gols, 155 pela Ponte, onde realizou mais de 580 jogos. Dicá, o mestre, dos passes precisos, do chute forte, das inesquecíveis cobranças de faltas e do pensamento ímpar para organizar um meio-campo.

Certamente, com as tendências globalizadas do futebol, não existirá alguém que chegue perto da figura de Dicá. Alguém com tanta identificação às raízes e que unia a isso técnica com uma dose de magistral.

Aos 72 anos, Dicá tem passado dias mais reclusos. Depois de anos como comentarista do Grupo Bandeirantes de Comunicação em Campinas, mestre encarou o desafio de liderar as reformas nos dois clubes de Campinas para receber seleções na Copa do Mundo de 2014. Além de um busto no salão nobre do Estádio Moisés Lucarelli, Dicá e toda a sua trajetória estão imortalizados em um livro e um documentário produzidos por André Pécora e Stephan Campineiro.

Comente com seu Facebook