Mãe de Robert expõe divergência entre presidente de honra e diretor da Ponte Preta

0

por júlio nascimento

A saída do meia Robert, de 21 anos, da Ponte Preta segue gerando grande repercussão. Após entrevista da mãe e representante do atleta, Silvana Gonçalves, ao jornalista Edgard Maciel, do Globo Esporte, a Macaca mudou a versão sobre a “rescisão de contrato” e afirmou que o vínculo seria assinado na última segunda-feira, mas o atleta não compareceu.

Revoltada com a situação, Silvana acusou a Ponte Preta de não ter renovado a hospedagem no hotel que abrigava Robert e garantiu que o contrato prometido não foi entregue no prazo combinado. A Macaca, por sua vez, nega a versão da representante e garante ter cumprido com todos compromissos.

A polêmica entrevista de Silvana Gonçalves expõe um conflito entre o presidente de honra, Sergio Carnielli, com o atual comandante do futebol, Marcelo Barbarotti. “O Marcelo sempre deixou claro que só estava contratando pela indicação do presidente de honra. Que por ele, Marcelo, não traria. Entendo o pé atrás, mas parecia um favor”, disse a mãe de Robert.

Barbarotti assumiu o departamento de futebol da Macaca no lugar de Ronaldão para ser o responsável pelas contratações, mas se posicionou contra a chegada de Robert pelo histórico recente do jogador de 21 anos. Ele enfrentou problemas extracampo e com a balança no Fluminense, Barcelona B e no Boavista.

Por uma questão de hierarquia, cumpriu a ordem de Carnielli e assinaria um contrato de três meses com Robert. No período, o meia seria avaliado pela comissão técnica e se aprovado assinaria um novo vínculo de uma temporada.

Comente com seu Facebook