Lado esquerdo, 2º tempo, bola parada… o mapa dos gols sofridos pelo Guarani

0

Nos últimos dias, a defesa do Guarani tem sido alvo de muitas críticas, principalmente por parte dos torcedores. Com falhas individuais e coletivas, o desempenho do setor defensivo tem contribuído para a campanha irregular do Bugre na Série B, com 16 pontos, na sétima colocação na tabela. O desafio do treinador Umberto Louzer é corrigir os erros defensivos para que o time não sofra tantos gols – foram 15 em 12 rodadas.

O Portal CB dissecou todos os gols sofridos pelo time alviverde na competição nacional.

Dos 15 gols sofridos pelo Guarani na Série B, 53% foram no segundo tempo. Os jogos contra Vila Nova e Avaí são bons exemplos. O Bugre terminou a primeira etapa sem ser vazado, mas no período complementar acabou cedendo o empate. Ao todo, no primeiro tempo, o Guarani sofreu sete gols.  No segundo tempo, foram oito.

Você já sabe quando os gols estão saindo, mas por onde eles estão saindo? Se há um ponto de fragilidade na formação do Guarani, quando o assunto é a defesa, a resposta é lado esquerdo. Marcílio e Pará se revezam na posição, sendo que Kevin também atuou improvisado. E é por lá que saíram cinco dos 15 gols sofridos, o que equivale a 34%. O lado direito do campo gerou um gol sofrido pelo Bugre, o que corresponde a 6%. Em jogadas pelo meio foram três gols sofridos (20%).

Um ponto forte do Guarani em outros tempos, a bola parada também passou a ser um fardo para Umberto Louzer na Série B. Seis dos 15 gols sofridos foram em jogadas de faltas, escanteios ou pênaltis. A bola parada representa 40% dos gols sofridos pelo Bugre até agora na competição.

MAPA DOS GOLS SOFRIDOS
40% – bola parada
34% – lado esquerdo
20% – pelo meio
6% – lado direito