Justiça nega recurso da Maxion, e Roberto Graziano será dono do Brinco de Ouro

0

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu no último dia 27 de junho a favor do empresário Roberto Graziano sobre o futuro do Brinco de Ouro. A Justiça rejeitou o recurso da Maxion Empreendimentos, de propriedade do Grupo Zaffari, sobre anulação da arrematação do estádio em 2015 e por unanimidade expediu a carta de alienação para a Magnum – que passará a ser dona do estádio após a construção da Arena para o Guarani.

As informações foram divulgadas na edição do jornal Correio Popular nesta quinta-feira.

De acordo com a Primeira Turma do TST, a Maxion não preencheu os requisitos necessários para ter o recurso aceito. A empresa gaúcha arrematou o Brinco de Ouro em 2015, mas o leilão foi anulado pela juíza Ana Cláudia Torres, que depois entrou em acordo a favor da Magnum desde que a empresa de Roberto Graziano se comprometesse a quitar dívidas trabalhistas, construísse uma Arena e um novo CT, além de um clube social em troca do terreno.

Em contato com a reportagem, Graziano comentou que dificilmente o torcedor bugrino terá alguma novidade nos próximos três anos sobre Arena. O empresário só iniciará a construção do novo campo assim que aproveitar todos os projetos que pretende construir no terreno do Brinco.

Segundo apurou a reportagem do Portal CB, a empresa de Roberto Graziano tem dois projetos para substituir o Brinco de Ouro. Entre eles está a construção de um hospital de uma das principais franquias de saúde do Brasil, além de um espaço comercial. O empresário não confirmou.

O Guarani também avalia terrenos para a construção de sua Arena, mas ainda não encontrou um lugar que seja unanimidade entre clube, conselheiros e empresários.

Comente com seu Facebook