Jejum de gols não incomoda Felippe Cardoso que segue entre os titulares da Macaca

0

O atacante Felippe Cardoso não chega a viver uma má fase na Ponte Preta, mas os dois gols perdidos por ele nos dois últimos jogos do time chamaram a atenção.

No primeiro jogo, na derrota para o Flamengo na quarta-feira passada pela Copa do Brasil, o atacante mandou a bola no travessão e depois o rebote ainda foi defendido pelo goleiro Diego Alves. Seria a chance da Macaca sair de campo com um empate.

Na segunda partida, o dérbi campineiro, no último minuto Cardoso ficou na cara do goleiro Bruno Brígido e mais uma vez foi vencido pelo goleiro. “Tive a infelicidade de não ter feito o gol, mas fiquei feliz pela minha atuação, Doriva também me elogiou”, disse o jogador de 19 anos.

 

Cardoso reconheceu que precisa voltar a fazer gols, mas que ainda não está incomodado com isto:“Na hora certa vai sair, no momento certo. Tô bem tranquilo”.

No início do ano, a média dele era bem melhor. No Paulistão, foram 3 gols e 3 assistências em 7 partidas. Na reta final do estadual, o jogador sofreu com lesões musculares, ficou de fora da decisão do Troféu do Interior, de jogos pela Copa do Brasil e só retornou ao time na segunda rodada da Série B, quando fez o gol da vitória da Macaca diante do Criciúma. O atacante confirmou que sentiu falta de ritmo de jogo na volta aos gramados, mas que já está mais preparado agora para a sequência de partidas.

 

No trabalho desta terça pela manhã, Doriva comandou o treino com Felippe Cardoso mantido no ataque, ao lado de Felipe Saraiva e Junior Santos. Como Danilo Barcelos, André Luís e Orinho estão fora da partida, a tendência é que este trio entre em campo na próxima quinta contra o Flamengo no Maracanã.

 

Após o treino, Cardoso foi o escolhido pela assessoria de imprensa para falar com os jornalistas. Ao final da entrevista, o atacante confidenciou que o pai dele é torcedor do Flamengo. Mas uma classificação pontepretana vai deixar o pai de Felippe Cardoso ainda mais feliz na quinta: “Ele falou que se eu fizer um gol, não vai ficar bravo porque agora é torcedor da Ponte (…) Agora ele é Ponte no sangue e na alma”.

 

Comente com seu Facebook