O camisa 1 da Ponte Preta, Ivan Quaresma, tem sido participativo na equipe não apenas com boas defesas durante os jogos, mas agora na função de ser o capitão.

“É um processo natural e acredito que por ser goleiro e ficar vendo um jogo diferente a gente acaba criando um espírito de liderança. Faz parte do meu processo de amadurecimento e espero continuar incentivando meus companheiros para buscar coisas maiores no clube”, explicou Ivan em entrevista coletiva.

Após a vitória contra o Náutico, a Macaca teve a semana livre para trabalhar até a partida contra a Chape, na próxima terça-feira, na antepenúltima rodada do primeiro turno da Bezona.

“A gente estava jogando praticamente a cada três dias e agora temos uma pequena pausa de uma semana para treinar ainda mais. É necessário ter um descanso diante de um calendário de jogos acumulados. Mas estamos continuando nosso trabalho, buscando ajustes e treinando mesmo neste período”, completou.

Um dos aspectos negativos na campanha da Ponte Preta é o alto número de gols sofridos. A Macaca tem a pior defesa da competição ao lado do Avaí. Os dois times sofreram 20 gols em 16 rodadas.

“A gente sabe que o número de gols está elevado e estamos melhorando nos últimos jogos. Estamos incomodados e conversando para ajustar essa questão. O Marcelo Oliveira já observou essa questão e esperamos que nos próximos jogos o número de gols seja menor”, finalizou.

Foto de Álvaro Júnior/Pontepress

Comente com seu Facebook