O Guarani trocou de preparador físico pela terceira vez em três meses, mas agora aposta no trabalho de Ronaldo Torres para deixar o grupo alinhado no condicionamento e o departamento médico com menos casos de lesões musculares.

Ex-zagueiro de Botafogo, Flamengo, Avaí e Figueirense, Torres é formado em Educação Física e compôs a comissão técnica do Botafogo campeão brasileiro em 95, além do estafe do Fluminense que conquistou o Brasileirão 2010.

“Não dá para dizer que a condição física estava ruim, mas lógico que vou implantar algumas coisas que gosto de fazer para melhorar o nível de resistência e ir conhecendo mais o elenco”, explicou.

Torres admitiu que ainda é cedo para uma avaliação completa sobre o que está causando a grande quantidade de lesões musculares no Guarani, mas que está trabalhando para dosar a carga de trabalho.

“A parte das lesões acontece não apenas no Guarani, mas em todos os clubes do país e no geral devido a pandemia. Mas realmente há uma sobrecarga e tensão maiores”, reiterou.

O próximo compromisso do Bugre será na quinta-feira, diante do Vitória, no Barradão. A equipe campineira teve mais de uma semana livre para treinar. “Priorizamos neste período o descanso e agora precisamos ter atenção na parte nutricional, fisiológica, recuperação, descanso e ir para o jogo”, completou.

Foto de divulgação/Dpto de Comunicação/Guarani FC

Comente com seu Facebook