O gerente de futebol da Ponte Preta, Gustavo Bueno, concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira para falar sobre o momento da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro.

Após derrotas para Chape e CRB, a Macaca perdeu sua vaga no G4 e acabou sendo ultrapassada por Juventude e Paraná.

Contratado recentemente por Gustavo Bueno, Marcelo Oliveira ainda não rendeu o esperado no comando da equipe e acumula três derrotas em quatro jogos realizados.

O dirigente pontepretano pediu paciência com o treinador e falou sobre outros assuntos ligados ao departamento de futebol.

CRITÉRIO DAS CONTRATAÇÕES
“Quando você busca contratações ao longo da temporada alguns tópicos são importantes: perfil do atleta, necessidade do elenco, patamar financeiro, disponibilidade de mercado e condicionamento. E às vezes é complicado encaixar tudo isso dentro das contratações. Buscamos algumas peças, alguns que não conseguimos trazer por questão financeira, falta de liberação ou concorrência, mas acreditamos nos jogadores que trouxemos”

AVALIAÇÃO SOBRE A COMISSÃO TÉCNICA
“São quatro jogos em 16 dias de trabalho com Marcelo Oliveira e apenas uma semana cheia que ele teve oportunidade de desenvolver os conceitos dele. Claro que os números estão abaixo, mas contratamos o Marcelo porque acreditamos no trabalho dele. É um treinador vencedor, multicampeão e que pode nos ajudar. Precisamos dar tempo para que ele possa desenvolver o trabalho dele”

DERROTAS PARA CHAPE E CRB
“Essa oscilação faz parte da Série B e não é algo que aconteça apenas com a Ponte Preta. Aconteceu com o América, Paraná, Cuiabá e outras equipes. É a nossa primeira oscilação na competição e a gente espera conseguir sair rapidamente dessa situação”

INFORMAÇÕES SOBRE DM
“Nós entendemos no primeiro momento que é importante adotar um critério de não repassar essas informações, mas não há nada que não possa ser mudado. Até acredito que podemos passar divulgar inclusive as informações de lesões mais graves. Mas outras questões a gente segura para não dar ferramentas para o adversário”