Guarani vence batalha nos pênaltis e está na semi do Interior

0
Foto: David Oliveira / Guarani FC

O Guarani confirmou presença na semifinal do Torneio do Interior ao derrotar o Ituano, nos pânaltis, pelo impressionante placar de 11 a 10. No tempo normal, a partida terminou empatada em um a um.

Depois de um bom primeiro tempo e de abrir o placar logo aos 5 minutos de jogo, o Bugre reduziu o ritmo na segunda metade da etapa final e levou o empate. Nos pênaltis, foram 15 cobranças para cada lado até os alviverdes levarem a melhor.

O Guarani aguarda a definição do adversário da semifinal, que vai ser confirmada pela Federação Paulista no próximo final de semana, em local também ainda indefinido.

O Bugre dá importância ao Troféu do Interior, já que o título rende uma vaga na Copa do Brasil de 2021 e ainda renderá 360 mil reais aos cofres do Brinco.

O JOGO

O Guarani começa muito bem a partida e inaugura o placar logo na primeira chance. Eduardo Person faz o passe para Waguininho na pequena área tocar na saída do goleiro.

O gol deixa o elenco bugrino ainda mais à vontade na partida. Enquanto o Ituano tem a primeira boa oportunidade só aos 28 minutos com Gabriel Taliari. Mas o Bugre é quem fica mais perto do gol: o chute de Júnior Todinho, que leva perigo, desvia na defesa. Depois, Crispim erra o chute numa boa troca de passes do ataque alviverde.

Primeiro tempo de vantagem Bugrina em campo e no placar.

O Guarani tenta manter a mesma postura de posse de bola no segundo tempo, mas é o Ituano quem assusta no retorno. Gabriel Taliari chuta de primeira de fora da área e dá trabalho a Jefferson Paulino.

O Ituano cresce na segunda metade da etapa final. Fillipe Soutto aparece bem pelo lado esquerdo mas o goleiro alviverde pega, sem problemas. Mas, no lance seguinte, Jefferon Paulino espalma mal o escanteio, a bola sobra para Gabriel Barros que manda colocado para empatar.

Com o resultado aberto, as equipes mostram dificuldade pra chegar com qualidade ao ataque. O empate levou a decisão para as cobranças de pênaltis.

Os times foram certeiros nas 3 primeiras cobranças: Paulinho Dias, Pegorari e Baralhas convertem pelo Ituano e Lucas Abreu, Bidu e Pablo confirmam as cobranças pelo Bugre.

No quarto pênalti, Mateus Criciúma manda fraco e Paulino defende. Elias Carioca coloca o Guarani na frente. Na quinta cobrança, Luiz Paulo empata a disputa. Eduardo Person tem a chance de finalizar o confronto, mas cobra mal e Pegorari defende.

Decisão para as disputas alternadas. Fellipe Soutto e Bruno Silva não conseguem marcar.

Na sétima cobrança, Léo Rigo isola a bola por cima. Mais uma oportunidade para o Bugre passar para a semifinal, nos pés de Marcelo, que é displicente, manda no centro pra facilidade do goleiro.

Léo Duarte converte o oitavo pênalti do Ituano. Jefferson Paulino empata para o Guarani: 5 a 5. Guilherme marca para o Ituano e Romércio deixa tudo igual de novo.

Suéliton e Renanzinho marcam para suas equipes e a disputa segue empatada, 7 a 7. Breno Lopes do Ituano e Deivid do Guarani convertem e assim, os 22 atletas em campo participam das cobranças de pênalti.

Os atletas recomeçam a cobrar. Na décima quarta penalidade, Baralhas para no goleiro. E Pablo isola para o Bugre.

Paulino também defende o pênalti de Luiz Paulo. Elias Carioca manda no canto e confirma a passagem do Guarani após 15 cobranças de pânaltis: 11 a 10.

FICHA TÉCNICA

QUEM JOGOU? Guarani e Ituano se enfrentaram pelas quartas de final do Torneio do Interior do Campeonato Paulista.

ONDE? Estádio José Liberati, em Osasco.

QUAIS ESCALAÇÕES? O Guarani foi a campo definido pelo técnico Thiago Carpini com Jefferson Paulino; Pablo, Bruno Silva, Romércio e Bidu; Deivid, Eduardo Person, Arthur Rezende (Lucas Abreu) e Lucas Crispim (Marcelo); Júnior Todinho (Elias Carioca) e Waguininho (Renanzinho). Já o Ituano, comandado por Vinícius Bergantin, atuou com Pegorari; Léo Duarte, Suéliton, Léo Rigo e Breno Lopes; Baralhas, Marcos Serrato (Fillipe Soutto), Paulinho Dias e Gabriel Barros (Mateus Criciúma); Eduardo (Luiz Paulo) e Gabriel Taliari (Guilherme).

QUEM MARCOU? Waguininho, aos 5 minutos do primeiro tempo; Gabriel Barros, aos 28 minutos do segundo tempo.

QUEM APITOU? Ilbert Estevam da Silva

QUEM RECEBEU CARTÃO? Arthur Rezende e Deivid receberam cartão amarelo

PÚBLICO E RENDA? O jogo foi disputado com portões fechados por determinação do protocolo médico da FPF e do Governo de SP.

Comente com seu Facebook