Guarani terá semana cheia para se preparar para o reenconto com o ABC de Natal

0
Foto: guaranifc.com.br
Foto: guaranifc.com.br

A liderança no Brasileiro da série B veio acompanhada de uma providencial folga para o elenco do Guarani. Depois de encarar uma cansativa sequência de 7 jogos em 21 dias (média de um jogo a cada 3 dias), o Bugre terá a chamada semana cheia, sem partida oficial no meio da semana. A programação dos alviverdes até ganhou um certo relaxamento. Os jogadores foram “presenteados” com dois dias de folga (domingo e segunda) e só voltam às atividades nesta terça-feira.

O foco da reapresentação será no próximo adversário, o ABC de Natal. Mais um time que, assim como o rival anterior, o Náutico, luta contra o rebaixamento. A equipe do Rio Grande do Norte subiu da série C para a B no ano passado, mas vem tendo sorte bem diferente do Guarani no retorno à segundona do nacional.

O reencontro do Guarani com o ABC no próximo sábado deve trazer lembranças bem antagônicas e positivas para os bugrinos. No ano passado, as equipes foram protagonistas de um mata-mata emocionante na série C.

Depois de garantirem o acesso nas quartas de final, as duas equipes se encontraram para decidir quem iria para a final da competição. No primeiro jogo, em Natal, os donos da casa abriram ampla vantagem, uma goleada por quatro a zero. Placar que deixou a situação praticamente definida em favor do time potiguar. Poucos acreditavam que seria possível o Guarani reverter a situação e chegar à final da série C. Ainda mais porque na competição inteira, a maior diferença de gols foi um três a zero sobre o ABC na rodada anterior e que definiu o acesso em favor dos alviverdes.

Mas o técnico Marcelo Chamusca conseguiu mobilizar o elenco bugrino no decorrer da semana. No dia 23 de outubro, o Brinco de Ouro presenciou um daqueles jogos para ficar para a história. Fumagalli teve atuação de gala, marcou três vezes. Leandro Amaro, Alex Santana e Pipico também deixaram seus nomes na história e o Guarani passou para a final da competição vencendo o ABC por seis a zero.

Desta vez, o confronto não tem características de decisão. Para o ABC, a partida até terá tons dramáticos. Para o Bugre, mais uma oportunidade de abrir vantagem na ponta da série B. Resta saber se Geninho, comandante que segue no ABC desde o ano passado, vai saber usar o bom momento do Bugre e ainda transformar o confronto numa espécie de revanche para sair da complicada situações em que está na série B.

Comente com seu Facebook