Guarani repete dificuldade do ano passado e chega a duas semanas sem anunciar reforços

0
Foto: Pedro Sardeli

O filme de 2018 deve se repetir na pós-temporada do Guarani. Com dificuldade financeira e no mercado, a diretoria bugrina trabalha para anunciar os primeiros reforços de 2020, mas ainda não obteve êxito.

ESPEL ELEVADORES

Já são duas semanas desde que a temporada terminou e Michel Alves foi anunciado como novo superintendente de futebol para gerir as negociações com Thiago Carpini – que está no Rio de Janeiro para cursos de treinador da CBF.

No ano passado, ainda na gestão de Palmeron Mendes Filho, os primeiros reforços foram anunciados após três semanas de pós-temporada. Na época o zagueiro Diego Giaretta, o meia Crispim e o atacante Thiago Ribeiro foram anunciados no dia 21 de dezembro como as primeiras contratações.

O Bugre tem conversas avançadas com o goleiro Rodrigo Viana, ex-Operário e com o zagueiro Ednei, do Cuiabá. Outros atletas seguem monitorados, mas o departamento de futebol mantém os nomes em sigilo para evitar concorrência no mercado.

Comente com seu Facebook