O Guarani conseguiu uma importante vitória extracampo nesta semana.

A gestão de Ricardo Moisés, presidente do Conselho de Administração, comemorou o pagamento da última parcela de um acordão de dívidas trabalhistas firmado em junho de 2018.

O valor, inicialmente de R$ 7,1 milhões, foi reduzido para R$ 5 milhões e pago em 38 parcelas mensais de R$ 135 mil – a última quitada neste mês.

Com mais um acordo finalizado, o Guarani reduz para R$ 16 milhões sua dívida total de dívidas trabalhistas, chegando ao pagamento de 85% da dívida inicial de R$ 100 milhões.

O Conselho de Administração ainda terá um novo dinheiro para utilizar no caixa. Cerca de R$ 3,3 milhões que estavam penhorados para quitação do montante restante na Justiça do Trabalho e fica disponível para uso do clube.

Comente com seu Facebook