Guarani perde para o Operário, se afunda no Z4 e aumenta crise

0
Foto: José Tramontin/Operário

O que está ruim pode piorar? Para o Guarani sim. O Bugre entrou em campo contra o Operário, em Ponta Grossa, na última posição da Série B e tentando iniciar uma reação, mas sem sucesso. Em campo mais uma atuação aquém do time campineiro e o resultado foi a 10ª derrota em 17 rodadas.

ESPEL ELEVADORES

Com gol de Cleyton aos 19 minutos do primeiro tempo, o Operário venceu o Guarani por 1 a 0 e chegou aos 24 pontos. Já o time de Roberto Fonseca estacionou na lanterna com 13 pontos. O próximo compromisso será contra o América, domingo, em Belo Horizonte.

O Guarani chegou a deixar o torcedor esperançoso de uma atuação mais organizada nos primeiros minutos. O Bugre também apresentou perigo ao gol do Operário. Logo no primeiro minuto com Vitor Feijão após cruzamento na área e depois com Michel Douglas, que finalizou mal na marca do pênalti.

Quem aproveitou mesmo foi o time da casa. Felipe Augusto arrancou em velocidade pelo lado esquerdo, onde Bruninho estava com dificuldade, e fez o passe para Cleyton pegar de primeira contra a meta de Kléver: 1 a 0.

O Guarani desceu para o vestiário abatido e voltou diferente apenas nos jogadores. Éder Luís, Igor Henrique e Marquinhos entraram com o objetivo de dar um panorama diferente do apresentado nos primeiros 45 minutos, mas sem sucesso. O Bugre tentava aproveitar da bola parada, mas quem chegou com maior perigo ainda foi o Operário, que ofereceu bola na trave.

Mesmo com vantagem numérica em campo, o Guarani ficou em desvantagem na técnica e na vontade. Nova derrota na Série B e crise cada vez maior no Brinco de Ouro.

FICHA TÉCNICA

OPERÁRIO 1×0 GUARANI

Estádio: Germano Kruger, em Ponta Grossa

Árbitro: Douglas Schwengber

Operário: André Luiz; Maílton, Lázaro, Rodrigo e Allan Vieira; Jardel (Chicão), Índio, Marcelo e Cleyton; Felipe Augusto (Cléo Silva) e Lucas Batatinha (Edson Borges). Técnico: Gérson Gusmão

Guarani: Kléver; Bruninho, Ferreira, Luiz Gustavo e Thallyson; Deivid (Igor Henrique), Ricardinho e Bady (Éder Luís): Davó, Vitor Feijão (Marquinhos) e Michel Douglas. Técnico: Roberto Fonseca

Gol: Cleyton aos 19 minutos do primeiro tempo;

Cartões amarelos: Allan Vieira, Ricardinho, Cleyton, Thallyson, Luiz Gustavo e Lázaro

Cartão vermelho: Lázaro

Público: 4.656

Renda: R$: 52.155,00

Comente com seu Facebook