A entrevista coletiva nesta semana no Guarani foi com o terceiro maior artilheiro do século do clube. Bruno Mendes chegou aos 33 gols e deixou Edmilson, com 31, na quarta posição. O camisa 9 está atrás apenas de Fumagalli, com 78, e Fabinho, com 42.

Mesmo com os números expressivos individualmente, Mendes focou no momento coletivo do Guarani. O atacante admitiu que o grupo não está contente com a falta de resultados positivos, mas defendeu o trabalho de Umberto Louzer e pregou união para reabilitação.

“Eu trocaria meus gols por vitórias. A gente sabe que o nosso momento é ruim, mas é falar menos e trabalhar mais. Esse é o momento de pensar e refletir em cima dos erros que estamos cometendo. Vamos continuar trabalhando para mostrar ao nosso torcedor que seremos diferentes nos próximos jogos”, disse.

“O futebol é assim. Quando a gente ganha está tudo certo, mas quando a gente perde a culpa não é apenas do treinador. Estamos no mesmo barco e sabemos da responsabilidade de cada um. Precisamos dar uma resposta o quanto antes para o torcedor e para a gente mesmo”, completou.

Em busca da primeira vitória como mandante em 2024, o Guarani entra em campo nesta quinta-feira, às 21h30, contra a Inter de Limeira, pela sexta rodada do estadual. Até o momento, a equipe tem quatro pontos e ocupa o último lugar do Grupo B.

Foto de Raphael Silvestre/Guarani FC

Portal CB no YouTube! Acompanhe vídeos do time do seu coração com informação, debate e curiosidades. Gols, comentários e entrevistas todos os dias com a Equipe de Carlos Batista. Se inscreva no canal e ative as notificações. Clique aqui e acesse.