Guarani faz acordo para reduzir custo por Anselmo Ramon durante tratamento de lesão

0
Foto: GuaraniPress

por júlio nascimento

O Guarani vive uma semana de notícias ruins. Após perder Lenon, um dos pilares da campanha do título na Série A2, o Bugre se prepara para as saídas de Bruno Brígido e Bruno Nazário, além de ter perdido Anselmo Ramon para o restante da temporada.

O centroavante, que sofreu com duas lesões no joelho no futebol chinês, acabou rompendo o ligamento em uma dividida no treinamento e precisará passar pelo procedimento cirúrgico pela terceira vez em dois anos.

O contrato de Ramon venceria no próximo dia 11, mas a Fifa determina que o atleta receba auxílio do clube em que tinha contrato vigente durante a lesão e continue recebendo salários até sua recuperação total.

Porém, em uma iniciativa do próprio Anselmo Ramon, o jogador vai abrir mão parte dos salários para diminuir o custo para o Guarani. Os vencimentos estão aproximadamente na casa dos R$ 80 mil e são divididos entre Traffic e Bugre. O atacante optou por reduzir pela metade esse valor até voltar aos gramados.

A informação foi confirmada pelo presidente Palmeron em entrevista à Rádio Bandeirantes na segunda-feira. “Foi uma iniciativa dele e conversaremos nos próximos dias com a Traffic. O Custo será bem reduzido em relação ao atual salário. O Anselmo é um atleta consciente, gostou do Guarani e pretende ficar aqui. Todas as partes que fazer um sacrifício”, disse.

Anselmo Ramon tem consciência do momento financeiro delicado do Guarani. O Bugre não contará com o aporte financeiro da Magnum pelos próximos nove meses e, por isso, a fonte de recurso será mais escassa. “Na campanha da Série C de 2016 houve um aporte na ordem de R$ 3,5 milhões a mais do que o combinado na Justiça do Trabalho. Agora chegou o momento de pagar a conta. Não recebemos aporte da Magnum neste mês de junho e será assim nos próximos nove meses”, explicou Palmeron na RB.