Guarani estreia na Série B com empate no Brinco

0

O Guarani estreou no Brasileiro da Série B com um empate sem gols em casa com o Figueirense.

O Bugre entrou em campo com 3 novidades em relação do time que disputou o Paulistão, mostrou disposição ofensiva no primeiro tempo, mas caiu de rendimento na etapa final e não conseguiu vencer o Figueirense.

Com um ponto somado em casa, o Bugre vai tentar a primeira vitória na Série B na próxima quarta (01/05) fora de casa contra o Oeste.

O JOGO

O Guarani começa tentando impor seu ritmo de jogo. Nos primeiros 15 minutos, o Bugre tem 3 boas oportunidades, mas mostra certa insegurança nas saídas de bola da defesa para o ataque.

Conforme o tempo passa, o Guarani domina ainda mais as ações de ataque. Ao longo do primeiro tempo, o time construiu ao menos 8 boas chances de abrir o placar.

Mas a melhor oportunidade da etapa inicial é do Figueirense. João Diogo chuta forte e a bola bate no pé da trave esquerda de Giovanni. Na reta final do primeiro tempo, os times se equilibram mas o gol não sai.

Os times voltam do intervalo com menos poder ofensivo e o Figueirense leva ligeira vantagem mas oportunidades.

O Bugre não consegue mais atacar da mesma maneira e o jogo fica com pouquíssimas emoções.

No final, o Figueirense sentiu a fragilidade bugrina e tentou buscar a vitória, mas a melhor chance do jogo é do Guarani: aos 47 minutos, Felipe Amorim faz ótima jogada, Denis espalma e no rebote a bola de Anselmo Ramon fica na trave. No saldo, o zero a zero acabou sendo o placar mais justo para o confronto.

GUARANI X FIGUEIRENSE

Campeonato Brasileiro Série B – primeira rodada

Data: sábado, 27 de abril de 2019

Horário: 16h30

Local: Estádio Brinco de Ouro

Público: 2.387

Renda: R$ 40.530,00

Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães

Auxiliares: Nailton Júnior de Sousa Oliveira e Jailson Albano da Silva

Cartões Amarelos: Felipe Mateus, Ricardinho, Zé Antônio, Ferreira

Gols:

GUARANI: Giovanni; Brunno Lima (Léo Principe), Xandão, Ferreira e Inácio; Deivid, Ricardinho e Mateusinho (Éder Luis); Arthur Rezende, Felipe Amorim e Diego Cardoso (Anselmo Ramon). Técnico: Vinicius Eutrópio

FIGUEIRENSE: Dênis; Alemão Teixeira, Pereira, Ruan Renato e Matheus Destro; Zé Antônio, Betinho, Tony e Felipe Mateus (Alípio); Willian Popp (Júlio) e João Diogo (Guilherme). Técnico: Hemerson Maria

Comente com seu Facebook