Guarani começa o ano com desafio do acesso no Paulistão

0
Bruno Nazário deve permanecer no Bugre para a disputa da Série A2. Foto: Gabriel Ferrari (guaranifc.com.br)

O elenco do Guarani ganhou 3 dias de folga para as festas de final de ano. Na tarde desta terça, Fernando Diniz e seus comandados voltam aos trabalhos. Faltam só 15 dias para a estreia na série A2 do Campeonato Paulista, marcada para 17 de janeiro contra o Oeste em Barueri.

Até lá, a expectativa é de que o treinador já tenha uma base titular definida e um esquema tático entrosado. Este vai ser o primeiro desafio dos bugrinos: se adaptar ao treinador que tem métodos menos convencionais do que os antecessores que passaram pelo Brinco de Ouro. A diretoria o trouxe exatamente com este própósito: encontrar o sucesso por meio de um jogo ofensivo, que privilegie o toque de bola e a saída para o ataque.

Se Fernando Diniz triunfar no alviverde campineiro, é certo que o time garante o retorno à principal divisão do futebol no Estado de São Paulo. Mas, para conseguir isto, o elenco bugrino terá que ter fôlego porque a Série A2 será uma verdadeira maratona. Em 67 dias, o elenco vai disputar os 15 jogos da primeira fase. Ritmo alucinante de duas partidas a cada 9 dias e depois ainda tem a semifinal, caso fique entre os 4 primeiros.

O elenco alviverde está quase pronto para começar a série A2. A expectativa da diretoria é deixar duas ou 3 vagas em aberto para eventuais contratações depois que a competição começar. Dois goleiros podem ser confirmados ainda hoje: Bruno Brígido que estava no Coritiba e Wallace do Vitória da Bahia. Existe ainda a grande expectativa pela renovação do meia Bruno Nazário. O Bugre ganhou a concorrência com o Paraná e o Hoffeheim da Alemanha, que detém os direitos do jogador, já deu o aval para que o meia permaneça em Campinas pelo menos por mais seis meses.

Comente com seu Facebook